null

Sob o comando de Josep Guardiola, a equipe melhorou ainda mais utilizando o mesmo estilo introduzido por Cruyff. Guardiola era um grande defensor da estratégia de basear a sua equipe em jogadores formados nas categorias de base do clube e promoveu diversos jovens talentos para a equipe principal. O resultado foi a melhor equipe que o Barça já viu.

O grande reconhecimento internacional de tal feito veio quando as indicações da Bola de Ouro FIFA, em 2010, listaram Xavi, Iniesta e Messi para o prêmio. Todos os três haviam crescido na 'Masia', a residência onde jovens esportistas de todas as idades são treinados e educados.

Essa equipe foi o ápice de tudo que o FC Barcelona representa e produziu uma incrível sucessão de grandes títulos, incluindo duas Ligas dos Campeões e três Ligas Espanholas, além do esperado Mundial de Clubes da FIFA, que foi finalmente vencida em 2009, naquele ano extraordinário onde o Barcelona ganhou todos os seis troféus em disputa, algo nunca visto antes da história do futebol europeu.

O Barça quebrou todos os tipos de recordes, disputou jogos memoráveis e ganhou praticamente todos os títulos disponíveis. Mas o maior prêmio para o time de Guardiola veio em Wembley, quando o mundo ficou encantado com o tipo de futebol dos sonhos. A imprensa mundial elogiou esse time extraordinário que escreveu um dos capítulos mais incríveis na história do jogo. A etapa de Guardiola finalizou em 2012, mas o Barça vai continuar obtendo êxitos com Tito Vilanova (Liga 2012/13) e com Luis Enrique, que em 2015 consegue o segundo triplete da sua história: Copa, Liga e Champions. 

Mas não foi somente a equipe de futebol que estava recolhendo os prêmios. As equipes de basquete, handebol, hóquei sobre patins e Futsal conquistavam o seu primeiro título europeu. Além disso, as temporadas 2011/12 e 2014/15 fecharam com um número recorde de troféus: 17. Em 115 anos de história, O FC Barcelona nunca tinha ganhado tantos prêmios em uma única campanha.